O Fruto do Espírito Santo - V - Tifsa Brasil
  • Recentes

    12 de abril de 2018

    O Fruto do Espírito Santo - V

    V. O FRUTO DO ESPÍRITO SANTO
    Antes do grande avivamento pentecostal iniciado no começo deste século, dava-se bastante ênfase ao fruto do Espírito, enquanto que os dons eram ignorados. Para por fim a esse desequilíbrio, começou-se a dar ênfase aos dons e quase a ignorar o fruto do Espírito. Hoje, no entanto, a situação parece bem mais delicada, devido ao fato de estar sendo dada pouca ênfase tanto aos dons quanto ao fruto do Espírito.Evidentemente, esta posição coloca-nos em desacordo com a Bíblia Sagrada, devendo, portanto, levar-nos a uma tomada de posição quanto ao assunto.

    1. Relação dos Dons e do Fruto do Espírito Santo
    De acordo com o apóstolo Paulo, em sua primeira car­ta aos Coríntios 12.8-10 e Gaiatas 5.22, são os seguintes os dons e os aspectos do fruto do Espírito:
    a) Os Dons do Espírito
    • Palavra da sabedoria
    • Palavra do conhecimento

    Dons de Curar
    Operação de milagres
    Profecia
    Discernimento de espíritos
    Variedade de línguas
    Interpretação de línguas.
    b) O Fruto do Espírito
    Caridade
    Gozo
    Paz
    Longanimidade
    Benignidade
    Bondade

    Mansidão
    Temperança
    O fato de os dons serem em número de nove e o fruto do Espírito ser nônuplo em seus aspectos, parece não pas­sar duma mera coincidência, porém, não é assim. Levando em consideração que o Espírito Santo foi o divino inspira­dor de toda a Bíblia, temos de considerar também o inte­resse divino em nos comunicar um grande e necessário en­sino através dessa aparente coincidência.

    2. Distinção Entre Dons e Fruto do Espírito
    Não obstante os dons e o fruto procederem do mesmo Espírito, dons e fruto são diferentes entre si. Por exemplo:
    Os dons são dados, recebidos, enquanto o fruto é ge­rado em nós.
    Os dons vêm após o batismo com o Espírito Santo, enquanto o fruto começa com a obra do Espírito, a partir da regeneração.
    Os dons vêm de fora, do Alto, enquanto o fruto vem do interior.
    Os dons vêm completos, perfeitos, enquanto o fruto requer tempo para crescer e desenvolver-se.
    Os dons são dotações de poder de Deus, enquanto que o fruto é uma expressão do caráter de Cristo.
    Os dons revelam concessão de poder e graça espe­cial, enquanto o fruto se relaciona com o caráter do porta­dor.
    Os dons são a operação soberana do Espírito Santo, enquanto o fruto (também do Espírito) nos vem mediante Jesus Cristo.
    Os dons são distintos, enquanto o fruto, sendo nônuplo, é indivisível.
    Os dons conferem poder, enquanto que o fruto confe­re autoridade.
    Os dons comunicam espiritualidade, enquanto o fru­to comunica irrepreensão.
    Os dons identificam-se com o que fazemos, enquan­to o fruto identifica-se com o que somos.
    Os dons podem ser imitados, enquanto que o fruto jamais o será.

    3. Definição do Fruto do Espírito
    Numa análise do fruto do Espírito, apontando o amor como o aspecto exaltado do mesmo fruto, escreve o Dr. Boyd:
    "Gozo é o amor obedecendo.
    Paz é o amor repousando.
    Longanimidade é o amor sofrendo.
    Benignidade è o amor mostrando compaixão.
    Bondade é o amor agindo.
    Fé é o amor confiando.
    Mansidão é o amor suportando.
    Temperança é o amor controlando".

    4. Equilíbrio Entre Dons e Fruto do Espírito
    A orientação divina dada a Moisés quanto ao adorno das vestes sacerdotais no Antigo Testamento, dá-nos uma vista adequada da harmonia que deve existir entre os dons e o fruto do Espírito."E nas suas bordas farás romãs de azul, e de púrpura, e de carmesim, ao redor das bordas; e campainhas de ouro do meio delas ao redor. Uma campainha de ouro, e uma romã, outra campainha de ouro, e outra romã, haverá nas bordas do manto, ao redor; e estará sobre Arão quando mi­nistrar, para que se ouça o seu sonido quando entrar no santuário diante do Senhor" (Ex 28.33-35). Não foi orientação divina sequenciar uma campainha doutra campainha. Também não diz: "Uma romã, outra romã e mais outra romã", mas afirma: "Uma campainha de ouro, e uma romã; outra campainha de ouro, e outra ro­mã", e assim por diante.Aplicado este princípio divino ao equilíbrio que deve existir entre dons e fruto do Espírito, o ideal é: um dom, o fruto; outro dom, o fruto; outro dom ainda, o fruto e assim sucessivamente (A Doutrina Pentecostal Hoje – CPAD – todas as páginas correspondentes aos Dons do Espírito). Ler mais...
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 » Comentários:

    Postar um comentário

    Olá tudo bem? Encontrou o que procurava? Achou o Tifsa útil? Então compartilhe, curta, envie ou recomende aos amigos nossos artigos. O Tifsa não tem uma campanha de marketing multimilionária ou o patrocínio de celebridades, mas temos algo muito melhor: você.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole as leis, ou que configure em crime cibernético e que vão de e termos de uso, por favor denuncie.

    Item Reviewed: O Fruto do Espírito Santo - V Rating: 5 Reviewed By: Pbsena Sena

    Contato

    Scroll to Top